Dreams
quarta-feira, 24 julho 2024
spot_imgspot_img

Mortes por dengue na Bahia aumentam para sete, alerta Sesab

Este cenário reforça a urgência de medidas preventivas e de controle para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, zika e chikungunya. A população é incentivada a eliminar locais de acúmulo de água parada, utilizar repelente e buscar atendimento médico ao primeiro sinal dos sintomas dessas doenças.

Casos fatais de dengue na Bahia atingem sete, com epidemia em 64 municípios

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) atualizou o número de mortes por dengue no estado, confirmando que subiu para sete. As últimas vítimas foram registradas em Feira de Santana e Vitória da Conquista, evidenciando a gravidade da situação epidemiológica que aflige a região.

Detalhes sobre os óbitos e a situação epidêmica

Embora detalhes específicos sobre as vítimas não tenham sido divulgados, a Sesab destacou que o aumento dos casos suspeitos foi significativamente influenciado por esses dois municípios, agora classificados como áreas em situação epidêmica. As mortes anteriores ocorreram no sudoeste do estado, nas cidades de Jacaraci, Piripá, Ibiassucê e, mais recentemente, uma quinta vítima em Irecê, no norte da Bahia.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Impacto alarmante da dengue na Bahia

O ano de 2023 registrou um total de 22 mortes devido à dengue, com casos adicionais relacionados a zika e chikungunya. Até o momento, 2024 já contabiliza 16.771 casos prováveis de dengue, com 64 municípios em estado de epidemia. A lista inclui, entre outros, Adustina, América Dourada, Anagé, e estende-se até Vitória da Conquista, abrangendo uma vasta área do estado e afetando diversas comunidades.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares