Dreams
sábado, 13 julho 2024
spot_imgspot_img

Lula reage à proposta de anistia de Bolsonaro para atos de 8 de janeiro

Descubra a reação de Lula ao pedido de anistia de Bolsonaro para os participantes dos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, um debate que coloca em contraste a responsabilidade política e o processo legal.

Lula critica pedido de anistia de Bolsonaro por atos antidemocráticos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou ceticismo e crítica ao recente pedido de anistia feito pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, visando beneficiar indivíduos condenados por sua participação nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023. Em declarações dadas ao jornalista Kennedy Alencar no programa É Notícia, da RedeTV!, Lula enfatizou a improbabilidade de o governo federal endossar tal iniciativa, que visa absolver os responsáveis por tentativas de subverter a democracia.

A reação de Lula ao pedido de Bolsonaro

Lula foi direto ao comentar sobre a postura de Bolsonaro: “Está pedindo anistia? Você quer apagar a bobagem que fez? A bobagem é que ele [Bolsonaro] se acovardou, pensou o golpe, não teve coragem”. Essas palavras refletem a visão do presidente sobre as intenções por trás do pedido de anistia, sugerindo uma tentativa de Bolsonaro de desviar as consequências de seus atos.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

O princípio da legalidade e justiça

Adicionalmente, Lula destacou a importância da submissão ao processo jurídico, afirmando que Bolsonaro, assim como qualquer cidadão, deve enfrentar a justiça pelas suas ações. Ele reiterou a garantia de “presunção de inocência”, a mesma que afirmou ter sido negada a ele durante o processo da Lava Jato, evidenciando uma expectativa de equidade e justiça para todos, independentemente de sua posição política.

O papel do governo e do Congresso

Na última semana, Bolsonaro argumentou a favor da anistia, sugerindo que uma proposta do governo Lula ao Congresso poderia facilitar a absolução dos envolvidos nos eventos de 8 de janeiro. “No fechamento [do ato de domingo], fui para cima do apaziguamento, com anistia, e isso precisa vir do lado de lá. Eu sei que o Parlamento é o ente que decide essa questão, mas, partindo do Executivo, seria muito bem-vindo”, declarou Bolsonaro.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares