Dreams
quinta-feira, 25 julho 2024
spot_imgspot_img

Lula questiona apostas online (bets) e faz comparação com cassinos e jogo do bicho

Presidente Lula critica a regulamentação das apostas online e compara com jogos de azar tradicionais, ao mesmo tempo em que defende a Petrobras e anuncia investimentos em cultura.

Critica às apostas online

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manifestou sua preocupação com os jogos online de apostas, comparando-os a cassinos e ao jogo do bicho. Apesar de ter sancionado a lei que regulamenta as apostas virtuais neste ano, Lula expressou na noite desta sexta-feira (23) sua inquietação sobre a falta de limites nas chamadas bets.

“Pior do que o jogo do bicho hoje é que, 24 horas por dia, é jogo na televisão, o jogo digital”, disse Lula, destacando a onipresença da publicidade dessas apostas na mídia, desde programas televisivos até o patrocínio do Carnaval no Rio.

O presidente enfatizou:

“Isso porque cassino é proibido aqui. Porque cassino é jogo do azar, jogo do bicho é jogo de não sei das quantas. Mas no jogo eletrônico, agora pode jogar criança de 5 anos de idade à pessoa de 90 anos. Não tem limite. A ordem é jogar.”

A regulamentação das apostas virtuais, defendida pelo governo Lula como meio de aumentar a arrecadação através da taxação das empresas, levou à sanção da lei que estipula uma alíquota de 12% sobre a receita das casas de apostas, já descontados os prêmios pagos. A implementação dessa regulamentação está a cargo da Secretaria de Prêmios e Apostas, criada recentemente e vinculada ao Ministério da Fazenda.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

No entanto, durante o discurso, houve uma confusão por parte de Lula, que mencionou incorretamente que a lei sobre a taxação das apostas online ainda não havia sido aprovada, quando, na realidade, essa aprovação ocorreu no final do ano legislativo anterior.

“Como as empresas não pagam imposto ainda, porque a lei não foi aprovada, eles estão ganhando muito e pagando pouco”, observou Lula, criticando a porcentagem significativa da renda das famílias destinada aos jogos eletrônicos.

Defesa da Petrobras e incentivo à cultura

As declarações foram feitas durante um evento da Petrobras focado no incentivo à cultura e à economia criativa, realizado no MAM (Museu de Arte Moderna), na zona sul do Rio de Janeiro. Lula aproveitou a ocasião para defender a estatal, mencionando os desafios e as tentativas de privatização enfrentadas pela empresa.

Sem fazer referência direta aos escândalos da Operação Lava Jato, o presidente lamentou a associação da Petrobras com a corrupção e a malversação de patrimônio nos últimos anos. A Petrobras anunciou um investimento de R$ 250 milhões em projetos culturais em todo o Brasil, destacando a importância da cultura para o povo brasileiro.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares