Dreams
segunda-feira, 15 julho 2024
spot_imgspot_img

Ministério Público de Alagoas denuncia homem negro por injúria racial em caso envolvendo cidadão Italiano

O Ministério Público de Alagoas denunciou um homem negro por injúria racial contra um cidadão italiano em uma disputa que envolve desentendimentos sobre a venda de um terreno. O advogado destaca a distorção da legislação sobre racismo e busca o arquivamento da ação, enfatizando a importância da lei na proteção das vítimas.

O Ministério Público de Alagoas denunciou um homem negro por suposta prática de injúria racial contra um cidadão italiano. Segundo a denúncia, em uma conversa por mensagens de celular, o denunciado teria afirmado que a vítima tinha “cabeça europeia branca escravagista”. A promotora Hylza de Castro alega que houve prática do crime de injúria racial na situação.

O caso envolve disputas entre os dois, incluindo desentendimentos sobre a venda de parte de um terreno. Em janeiro de 2023, uma lei foi sancionada equiparando a injúria racial ao racismo.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

O advogado Pedro Gomes, do Núcleo de Advocacia Racial do Instituto do Negro de Alagoas, que acompanha o caso, argumenta que a denúncia distorce a legislação sobre racismo. Ele destaca que a lei abrange ações discriminatórias contra pessoas ou grupos que, devido à origem geográfica, etnia, cor ou religião, sofrem tratamento discriminatório que outros não sofrem por sua cor.

Gomes enfatiza que, no caso de italianos ou outros povos sem histórico de discriminação, não há como existir o crime de racismo reverso. O Instituto do Negro buscará o arquivamento da ação, destacando a importância da lei para a proteção das vítimas.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares