Dreams
quarta-feira, 24 julho 2024
spot_imgspot_img

Suspensão recomendada de leilão de área de preservação em Salvador

Esta situação ressalta a importância da conscientização ambiental e da necessidade de se respeitar as áreas de preservação. A comunidade de Salvador e os interessados no desenvolvimento urbano sustentável são encorajados a se informarem e participarem ativamente na proteção dos espaços verdes da cidade.

Ministério Público recomenda não leiloar área de preservação em Salvador

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) emitiu uma recomendação ao prefeito de Salvador, Bruno Reis (UB), pedindo a suspensão do leilão de um terreno na Avenida Sete de Setembro, Corredor da Vitória. O leilão está programado para 15 de março e envolve uma área que anteriormente fazia parte do condomínio Mansão Carlos Costa Pinto, agora propriedade da prefeitura.

Controvérsia sobre o destino de uma área verde

A área em questão foi integrada ao pacote de desafetações da cidade, uma medida aprovada pela Câmara de Vereadores através da Lei 9.775/2023. Um projeto de desenvolvimento no Corredor da Vitória, gerido pelo grupo responsável pela Enseada Praia do Forte e em parceria com a Novonor (antiga Odebrecht), estaria planejado para o local.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Preservação ambiental em risco

O MP-BA, no entanto, classifica o terreno como uma área de preservação permanente e, por isso, solicita a sua retirada imediata da lista de imóveis a serem leiloados. A preocupação é com a preservação do ecossistema local e a manutenção do patrimônio ambiental da cidade.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares