Dreams
terça-feira, 23 julho 2024
spot_imgspot_img

Ex-jornalista da Globo ganha ação por discriminação e “ditadura da magreza”

Veruska Donato vence processo contra TV Globo, denunciando pressão estética e violações trabalhistas, com indenização milionária à vista.

Globo enfrenta derrota milionária em caso de “ditadura da magreza” denunciado por ex-jornalista

A TV Globo pode ter que desembolsar mais de R$ 8 milhões em indenização após uma ação movida pela ex-jornalista Veruska Donato. Alegando violações de direitos trabalhistas e enfrentando discriminação ligada à idade, peso e aparência, Donato colocou a emissora no banco dos réus por sua “ditadura da magreza”.

Discriminação e pressões no ambiente de trabalho

Veruska Donato, que deixou a Globo em 2021 após 21 anos, relatou um ambiente de trabalho hostil, exacerbado por comentários sobre sua aparência física conforme se aproximava dos 50 anos. Documentos internos da emissora, especificando padrões de beleza e vestimenta restritos às mulheres, serviram de prova para sua ação.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Condenação por dano moral e discriminação

O juiz Adenilson Brito Fernandes reconheceu a existência de discriminação de gênero, idade e aparência na prática da Globo, condenando a emissora a pagar R$ 50 mil por dano moral a Donato. A decisão destacou que padrões estéticos impostos pelo empregador violam a autodeterminação individual dos trabalhadores.

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares