Dreams
quarta-feira, 12 junho 2024
spot_imgspot_img

Líderes do PT acusam Arminio Fraga de descreditar futuro presidente do BC

Em uma onda de críticas nas redes sociais, líderes do PT acusam Arminio Fraga de tentar desacreditar o próximo presidente do Banco Central, em um cenário político tenso sobre a independência do BC e a política econômica do governo Lula.

Confronto político intensifica-se entre PT e Arminio Fraga sobre futuro do BC

Líderes do PT utilizaram as redes sociais neste domingo (2) para expressar suas críticas contra Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central (BC), devido às suas declarações recentes à Folha. Segundo eles, Fraga busca desacreditar o sucessor de Roberto Campos Neto, cujo mandato termina este ano, em uma tentativa de influenciar as políticas monetárias do governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Declarações de Gleisi Hoffman e resposta do mercado

Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, acusou Fraga de ser parte de uma campanha midiática contra o governo Lula. “Arminio Fraga é a estrela do dia na campanha de mídia para desacreditar, por antecipação, o sucessor do bolsonarista Campos Neto no BC”, declarou Hoffmann na rede social X, ex-Twitter.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Carlos Zarattini critica influência do mercado

Carlos Zarattini, vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, também se manifestou, afirmando que Fraga, falando em nome do “mercado”, ameaça a governabilidade do atual governo. “Para eles, o governo Lula não pode governar. Tem que se submeter ao mercado. Cortar gastos, reduzir o salário mínimo e desvincular saúde e educação dos aumentos de receita”, criticou Zarattini.

Preocupações econômicas e editoriais

As críticas dos líderes do PT surgem após uma entrevista de Fraga, na qual ele expressou preocupação com o desequilíbrio nas contas públicas e a pressão do governo sobre o BC, especialmente em relação à taxa Selic, que atualmente está em 10,5% ao ano. Fraga também previu turbulências na transição de comando do BC, o que poderia levar a um aumento da inflação e perda de confiança do mercado.

Este debate público entre figuras proeminentes da política brasileira reflete as tensões existentes entre as visões econômicas tradicionais e as abordagens propostas pelo governo atual, marcando um momento crítico para a independência e a direção futura do Banco Central do Brasil.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares