Dreams
quarta-feira, 24 julho 2024
spot_imgspot_img

Dengue: Grávida teve quatro paradas cardíacas antes de morrer

Gabriela Gomes Santos, grávida de quatro meses com anemia falciforme, foi mais uma vítima da dengue, que causou quatro paradas cardíacas em um dia.

Gabriela morreu após quatro paradas cardíacas causadas por Dengue

Gabriela foi a oitava morte por dengue na Bahia, como publicamos aqui semana passada. A farmacêutica de 29 anos, residente na região centro-sul da Bahia, teve sua vida tragicamente interrompida por uma sequência de quatro paradas cardíacas em um único dia, culminando em sua morte devido à dengue. Gabriela estava no quarto mês de uma gestação que já apresentava riscos devido à anemia falciforme, uma condição genética que ela enfrentava há anos.

Uma Vida de Superações

Nascida em Barra do Choça e fazendo mestrado em Biociências na cidade de Vitória da Conquista, Gabriela representava o orgulho de sua família, especialmente por ser a caçula de quatro irmãos e ter vindo ao mundo 17 anos após sua mãe realizar um procedimento de laqueadura. A notícia de sua gravidez foi recebida como um milagre e motivo de celebração.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Combate à Dengue: Uma Luta Constante

Consciente dos riscos associados à dengue, especialmente em meio ao avanço dos casos na região, Gabriela adotou medidas de precaução, aplicando repelente com frequência. No entanto, sua condição se deteriorou rapidamente após a infecção pelo vírus da dengue, levando-a a buscar atendimento médico e, posteriormente, a ser internada após desmaiar.

Desfecho Devastador

A gravidade de sua condição se manifestou através de quatro paradas cardíacas, após as quais os médicos alertaram para a necessidade de um milagre para sua recuperação. A comunidade, amigos e familiares se uniram em oração, mas Gabriela não resistiu, vindo a falecer em 20 de fevereiro, com a causa de sua morte sendo confirmada apenas dias depois.

Um Luto Após Outro

Esta perda se soma ao luto já presente na família, que havia perdido o pai de Gabriela para a covid-19 em 2022, seguido pela morte de um tio. A história de Gabriela evidencia não apenas a dor de uma família enlutada, mas também a urgência em combater doenças como a dengue, que continua a ceifar vidas inesperadamente.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares