Dreams
sábado, 25 maio 2024
spot_imgspot_img

Controvérsia na fixação do valor por hora para motoristas de apps

Relator da PL dos apps expressa preocupações com a fixação de R$ 32,10 por hora rodada proposta pelo governo, sugerindo flexibilidade na remuneração dos motoristas

Debate sobre remuneração de motoristas de aplicativo aquece no Congresso

O deputado federal Augusto Coutinho (Republicanos-PE), relator do projeto de lei que busca regulamentar o transporte por aplicativos no Brasil, expressou preocupações com a proposta do governo federal de fixar a remuneração dos motoristas em R$ 32,10 por hora rodada. Em entrevista ao Metrópoles, Coutinho sugeriu que alterações são necessárias na proposta inicial.

Proposta do governo e reações

Em março, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou uma proposta que não só busca estabelecer direitos previdenciários para os motoristas de aplicativos, mas também sugere uma remuneração fixa. Segundo o projeto, esta remuneração seria de R$ 32,10 por hora trabalhada, baseada no salário mínimo atual de R$ 1.412, excluindo os períodos de espera entre corridas.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Oposição à remuneração fixa por hora

Coutinho expressou que a fixação de um valor por hora poderia ser revisada, dando mais flexibilidade aos motoristas em relação às suas horas de trabalho. “Eu acho que cada um, dentro dessa cadeia, tem de ter a sua responsabilidade. A princípio, eu não vejo muito, eu não gosto muito de estar fazendo a lei para amarrar tudo, porque eu acho que no final é ruim”, comentou.

Próximos passos no Congresso

O relator planeja apresentar o relatório da matéria até 20 de maio, com expectativas de que a votação ocorra em plenário até o final do primeiro semestre, conforme acordo entre o governo e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares