Dreams
terça-feira, 23 julho 2024
spot_imgspot_img

Gastos do governo Bolsonaro com camisinhas durante pandemia sob investigação da CGU

CGU revela que o governo Bolsonaro gastou R$ 31 milhões em camisinhas femininas durante a pandemia de Covid-19, levantando debates sobre as prioridades de gastos em tempos de crise sanitária global.

Investigação da CGU revela gastos em camisinhas no auge da Covid-19

No auge da pandemia de Covid-19, a Controladoria-Geral da União (CGU) levantou uma questão controversa sobre a alocação de recursos pelo governo de Jair Bolsonaro. Em 2020, foi registrado um gasto de R$ 31 milhões em camisinhas femininas, um investimento que, segundo a CGU, poderia ter sido direcionado para o combate mais efetivo ao coronavírus.

Um olhar sobre os Números

O investimento em questão cobriu a aquisição de dez milhões de unidades de preservativos femininos. A CGU destacou que o montante utilizado nesta compra poderia ter sido empregado de maneira alternativa no contexto da saúde pública, especificamente na pandemia. “Esse valor seria suficiente para cobrir 19.938 diárias de leitos de UTI Covid”, aponta o relatório da CGU, evidenciando uma potencial desproporção nas prioridades de gastos.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Controvérsias e investigação

A Precisa Comercialização e Medicamentos, uma das fornecedoras dos preservativos, foi posteriormente investigada na CPI da Covid em 2021. A comissão examinou possíveis irregularidades nas negociações com o Ministério da Saúde para a aquisição da vacina indiana Covaxin. O contrato entre a Precisa e o governo foi cancelado, e a empresa enfrentou multas em decorrência das suspeitas levantadas.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares