Dreams
sexta-feira, 21 junho 2024
spot_imgspot_img

Escolha de Fabya Reis para vice-prefeita alinha MST à campanha de Geraldo Júnior em Salvador

A entrada de Fabya Reis como pré-candidata a vice-prefeita de Salvador consolidou a presença do Movimento Sem Terra (MST) na chapa de Geraldo Júnior. A militante e líder do MST reforça a aliança entre o movimento e o vice-governador da Bahia na disputa pela prefeitura.

Fabya Reis para vice-prefeita alinha MST à campanha

A chegada de Fabya Reis (PT) como pré-candidata a vice-prefeita fincou a bandeira do Movimento Sem Terra (MST) na chapa encabeçada pelo vice-governador da Bahia, Geraldo Júnior (MDB), na disputa pela Prefeitura de Salvador.

Liderança regional do MST

Natural de Itamaraju, no extremo-sul do Estado, Fabya foi forjada desde os 17 anos nas fileiras do MST e se tornou uma das lideranças regionais do segmento ao lado do marido Valmir Assunção, deputado federal pelo PT da Bahia.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Lançamento da chapa e apoio do MST

Na última quinta-feira (6), durante o lançamento oficial da chapa, integrantes do MST se juntaram a cabos eleitorais dos demais partidos da base do governador Jerônimo Rodrigues (PT) e ergueram bandeiras com a estampa do movimento para dar as boas-vindas à dupla Geraldo-Fabya.

Geraldo Júnior e a pauta agrária

Geraldo Júnior nunca teve aproximação política com a pauta agrária do MST até que se tornou vice-governador da Bahia sob o guarda-chuva do PT. Em março do ano passado, quando a Bahia vivia uma onda de invasão de terras, ele saiu em defesa do grupo.

Declaração sobre o MST

“Lá na campanha, na pré-campanha, eu pude ter a oportunidade de saber que um movimento como o MST não é uma invasão, é uma ocupação, para que pessoas, famílias, jovens, a juventude e a terceira idade tenham a oportunidade da sua subsistência e de se manter no campo”, disse Geraldo à época.

Reações e controvérsias

A fala foi criticada por associações de produtores rurais, que apontavam haver leniência do governo estadual nos atos de reintegração de posse, alertando para o risco de a insegurança jurídica impactar na produção de alimentos.

CPI sobre invasões de terras

Ano passado, por causa das invasões, o MST virou alvo de um pedido de CPI na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), mas, apesar da quantidade necessária de assinaturas, a Procuradoria-Geral da Casa deu parecer contrário à instalação por considerar que o tema não é de jurisprudência estadual.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares