Dreams
terça-feira, 23 julho 2024
spot_imgspot_img

Deputada Mical Damasceno alega sofrer “crentefobia” após sugerir plenária apenas com homens

Entenda a controvérsia envolvendo a deputada Mical Damasceno, que alega sofrer "crentefobia" após sugerir que uma plenária do Dia da Família no Maranhão fosse realizada apenas por homens.

Mical Damasceno denuncia “Crentefobia” após polêmica sobre plenária de homens

Controvérsia na Assembleia Legislativa do Maranhão

A deputada estadual Mical Silva Damasceno (PSD-MA) recentemente gerou grande polêmica com sua sugestão para que a plenária do Dia da Família, marcada para 15 de maio, fosse realizada apenas por parlamentares homens. A parlamentar justificou sua proposta com base em crenças que destacam o papel de “submissão” feminina aos maridos e a figura masculina como “cabeça da família”.

Reação pública e crítica

A sugestão de Damasceno foi amplamente criticada, recebendo repúdio tanto da Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Maranhão quanto de figuras políticas, incluindo Gilberto Kassab, presidente do PSD. Kassab destacou que a visão da deputada é “retrógrada e superada”, afirmando que não condiz com os princípios cristãos modernos.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Defesa da deputada

Em resposta às críticas, Damasceno gravou um vídeo afirmando que sua intenção era apenas propor uma solenidade envolvendo os homens, não sugerir uma Assembleia exclusivamente masculina. Ela alega que as reações negativas são formas de “crentefobia” e ataques misóginos motivados por opositores políticos da esquerda. Segundo ela, esses ataques visam desacreditar sua fé e sua visão de mundo, que é baseada na Bíblia Sagrada.

Apoio e oposição nas redes sociais

Após a divulgação de seu vídeo, Damasceno recebeu apoio de várias figuras do meio evangélico, que defendem suas crenças e seu direito de expressá-las. Por outro lado, ela também enfrenta críticas severas de outros setores da sociedade, que condenam suas declarações como discriminatórias e contrárias ao progresso social e à igualdade de gênero.

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares