Dreams
sábado, 20 julho 2024
spot_imgspot_img

Divergências na AL-BA sobre Conselho de Ética no caso Binho Galinha

Líderes na Assembleia Legislativa da Bahia apresentam visões opostas sobre a formação do Conselho de Ética, solicitado pelo Ministério Público.

Divergência na AL-BA sobre instalação do conselho de ética pós-cobrança do MP

Debate entre líderes sobre resposta ao ministério público

Na Assembleia Legislativa da Bahia, uma discrepância de opiniões surge entre Alan Sanches, líder da oposição, e Rosemberg Pinto, líder do governo, a respeito das recomendações do Ministério Público sobre a instalação do Conselho de Ética. A solicitação do MP veio após o reaparecimento do deputado Binho Galinha, sob investigação da Polícia Federal, na casa legislativa.

Posicionamentos opostos

Rosemberg Pinto expressa resistência à pressão para a criação rápida do conselho, destacando a autonomia da Assembleia em relação ao Ministério Público. Em contrapartida, Alan Sanches enfatiza a importância de atender ao pedido do MP e já nomeou seis membros da oposição para o conselho, argumentando que a comissão deve ser formada não apenas para este caso, mas como prática regular da casa.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Composição do conselho em andamento

Enquanto a oposição já indicou seus representantes para o conselho, espera-se que os governistas anunciem seus 10 membros, com a publicação oficial prevista para o Diário Oficial seguinte.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares