Dreams
domingo, 21 julho 2024
spot_imgspot_img

Operação Códigos Ilícitos: PF investiga fraudes no Bolsa Família em Ilhéus

A Polícia Federal realiza operação para desarticular esquema de fraude no programa Bolsa Família, envolvendo lotéricas em Ilhéus, sul da Bahia.

Desmantelamento de fraudes no Bolsa Família em Ilhéus pela PF

Nesta quarta-feira (6), a Polícia Federal iniciou a “Operação Códigos Ilícitos” em Ilhéus, sul da Bahia, para combater um sofisticado esquema de fraude no programa Bolsa Família, conhecido em 2022 como Auxílio Brasil. Três mandados de busca e apreensão foram executados, marcando um passo significativo na luta contra as ilegalidades que assombram programas de assistência social.

Como funcionava o esquema

A investigação revelou um modus operandi preocupante: criminosos cooptaram funcionários de uma casa lotérica para facilitar a liberação de benefícios sociais de maneira fraudulenta. Benefícios eram registrados em nome de indivíduos desavisados, tanto da Bahia quanto de outros estados, que desconheciam sua participação involuntária no esquema.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

O Papel das Lotéricas na fraude

Com a conivência dos funcionários da lotérica, os fraudadores conseguiam ativar ilegalmente o aplicativo CAIXA TEM. Eles realizavam saques emergenciais dos benefícios sociais sem necessidade de um cartão, utilizando códigos de saque (tokens) gerados de forma ilícita.

Objetivos da Operação Códigos Ilícitos

Os mandados de busca e apreensão cumpridos buscam aprofundar as investigações, coletando evidências adicionais e identificando mais membros do grupo criminoso. As autoridades judiciais de Ilhéus endossaram a operação, enfatizando a seriedade das acusações e a necessidade de resposta rápida.

Continuidade das investigações e possíveis consequências

A Polícia Federal segue analisando os materiais apreendidos e colhendo depoimentos para consolidar o caso contra os envolvidos. O crime de peculato furto, central na investigação, carrega uma pena de até 12 anos de reclusão, além de multa, ressaltando a gravidade das ações fraudulentas e o compromisso das autoridades em garantir a integridade dos programas de assistência social.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares