Dreams
sábado, 25 maio 2024
spot_imgspot_img

TJ-BA e Amab esclarecem inspeção do CNJ através de Nota Oficial

Entenda os detalhes da inspeção do CNJ no Tribunal de Justiça da Bahia e a posição oficial das autoridades judiciais sobre as recentes notícias.

Esclarecimento sobre a inspeção do CNJ no judiciário da Bahia

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e a Associação de Magistrados da Bahia (Amab) emitiram uma nota conjunta nesta quinta-feira, esclarecendo as recentes notícias relacionadas à inspeção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nas instâncias judiciais do estado.

Detalhes da inspeção

A nota explica que a visita do CNJ, que ocorreu na segunda semana de abril, incluiu uma inspeção detalhada nos setores administrativos e judiciais de Primeiro e Segundo Graus do TJ-BA. A inspeção durou cinco dias e foi realizada em dois turnos, abrangendo a equipe administrativa e judicial.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Posicionamento das autoridades

A desembargadora Cynthia Maria Pina Resende, presidente do TJ-BA, e o desembargador Julio Travessa, presidente da Amab, afirmaram que ainda aguardam o relatório final da inspeção, sem data definida para entrega. Ambos reiteraram que qualquer notícia sobre uma intervenção do CNJ é prematura e não oficial.

Leia na íntegra a Nota Oficial:

“O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) recebeu, na segunda semana de abril, uma visita do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para inspeção nos setores administrativos e judiciais de Primeiro e Segundo Graus.

Os trabalhos foram realizados durante 5 dias, nos dois turnos, com toda a equipe administrativa e judicial, a qual forneceu os dados e documentos solicitados, sempre primando pela total transparência e probidade. A Corregedoria Nacional de Justiça é responsável pela orientação, pela coordenação e pela execução de políticas públicas voltadas à atividade correicional e ao bom desempenho da atividade judiciária dos Tribunais, dos Juízos e dos serviços extrajudiciais do país.

Vale salientar que a Presidente do TJBA, Desembargadora Cynthia Maria Pina Resende, acompanhou a comitiva do CNJ durante o trabalho da inspeção. Além disso, a Magistrada mantém um diálogo permanente com os Ministros e desenvolve ações contínuas e efetivas, com vistas a preservar a imagem do Tribunal que possui cerca de 70 Desembargadores, mais de 700 Juízes e 8 mil Servidores comprometidos com a eficiência e com a moralidade da coisa pública.

Diante de notícias veiculadas na mídia escrita, falada e televisionada, nos últimos dias, sobre uma possível intervenção do CNJ no Tribunal de Justiça da Bahia, a Presidente do Judiciário baiano e o Presidente da Associação de Magistrados da Bahia (AMAB), Desembargador Julio Travessa, esclarecem que estão no aguardo do relatório final da inspeção, ainda sem data para apresentação, pelo que, qualquer notícia acerca de possível intervenção não tem caráter de oficialidade.

Afirmamos ainda o nosso respeito pelo jornalismo sério e comprometido com a verdade, objetivando um diálogo permanente que fortaleça o Judiciário e aproxime os jornalistas da nossa realidade, com transparência e zelo.

A imagem do Tribunal de Justiça da Bahia não pode ser alvo de especulações ou ser atingida de forma a causar rupturas ou macular o trabalho efetivo de uma Mesa Diretora comprometida com os Princípios Constitucionais de forma a garantir a dignidade da pessoa humana.

As autoridades do Poder Judiciário da Bahia se colocam à disposição do Conselho Nacional de Justiça, da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Polícia Federal para contribuir para a melhoria da prestação do serviço jurisdicional no Estado, zelando pela imagem do TJBA e da valorização da Magistratura baiana, que trabalha para entregar a melhor justiça ao cidadão.”

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares