Dreams
terça-feira, 23 julho 2024
spot_imgspot_img

Supremo Tribunal Federal recebe caso da investigação do assassinato de Marielle Franco

Após seis anos, investigação sobre os mandantes do crime contra Marielle Franco e Anderson Gomes é encaminhada ao STF.

Investigação do assassinato de Marielle Franco chega ao STF

O inquérito que investiga quem foram os mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorrido em 14 de março de 2018, foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão de transferir o processo para o STF, que está sob segredo de Justiça, pode indicar o envolvimento de autoridades com foro privilegiado na Corte.

Seis anos após o crime, que chocou o país e atraiu atenção internacional, ainda busca-se esclarecer os responsáveis por ordenar o ataque que resultou na morte de Marielle e Anderson, quando transitavam pela região central do Rio de Janeiro.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Possíveis razões para a remessa ao STF

Ainda que detalhes específicos sobre a investigação permaneçam inacessíveis devido ao sigilo judicial, a jurisprudência do STF de julgar casos envolvendo autoridades com foro por prerrogativa de função sugere que a investigação possa ter mencionado o nome de alguma autoridade com tal status. No entanto, a Polícia Federal não confirmou os motivos exatos para a transferência do caso ao Supremo.

Andamento judicial

Paralelamente, no que diz respeito a outro aspecto da investigação, o policial militar reformado Ronnie Lessa, acusado de ser um dos executores dos assassinatos, deve enfrentar júri popular. A espera por justiça mobiliza familiares, amigos e outros que foram afetados pela violência, evidenciado por um protesto realizado no centro do Rio, reivindicando respostas sobre quem ordenou os assassinatos de Marielle e Anderson.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares