Dreams
sábado, 25 maio 2024
spot_imgspot_img

Relatório da CGU Revela Benefício Ilegal a Ministro em Obra da Codevasf

Um relatório da CGU aponta que uma obra financiada por emenda parlamentar beneficiou diretamente propriedades de um ministro do governo Lula.

Benefício ilegal em Obra da Codevasf segundo relatório da CGU

Um relatório recente da Controladoria-Geral da União (CGU) acusa a pavimentação de uma estrada, financiada por emenda parlamentar do então deputado Juscelino Filho, de beneficiar principalmente as propriedades do atual ministro das Comunicações do governo Lula, bem como de seus familiares.

Detalhes do relatório e implicações

O documento da CGU, divulgado em março, sugere que 80% da obra, localizada na cidade de Vitorino Freire (MA), serviria exclusivamente às propriedades do ministro, levantando questões sobre a utilização de recursos públicos para benefícios privados. Este projeto foi uma das razões para a operação Odoacro, que investiga possíveis desvios na estatal Codevasf.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Investigação da Polícia Federal

Juscelino Filho, agora ministro, é investigado pela Polícia Federal por suposta participação em uma organização criminosa envolvida nos desvios de recursos da Codevasf. A investigação aponta que a obra de pavimentação pode ter sido uma entre várias operações destinadas a desviar fundos públicos para interesses privados.

Posição do ministro

Em resposta às acusações, o ministro defendeu a obra afirmando que a estrada beneficia diretamente 11 povoados, facilitando o acesso a serviços essenciais, especialmente em períodos chuvosos. Ele ressalta que a pavimentação era uma demanda antiga dos moradores da região.

Ações da Codevasf e repercussões financeiras

A obra, inicialmente orçada em R$ 7,5 milhões, foi interrompida após a Codevasf suspender o andamento devido às suspeitas levantadas. Até então, cerca de R$ 2 milhões já haviam sido repassados à empresa Construservice, que também está sob investigação.

Resposta e medidas futuras

A situação levou a CGU a recomendar a suspensão de futuros repasses e a realização de uma auditoria detalhada, para evitar mais prejuízos ao erário público. O relatório também sugere que outras áreas da cidade com maior necessidade de infraestrutura foram negligenciadas em favor desta obra.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares