Dreams
sábado, 25 maio 2024
spot_imgspot_img

Reforma tributária reduzirá impostos sobre imóveis do Minha Casa, Minha Vida

Novas medidas tributárias devem diminuir os custos para adquirir moradias populares e aumentar tributos sobre imóveis de alto padrão.

Impactos da Reforma Tributária nos Imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida

O Ministério da Fazenda anunciou que a regulamentação da reforma tributária trará reduções significativas nos impostos incidentes sobre os imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida. Essa medida visa facilitar a aquisição de moradias por famílias de menor renda, enquanto imóveis de alto padrão enfrentarão um aumento proporcional em sua tributação.

Objetivos da Nova Política Tributária

Bernard Appy, secretário extraordinário da Reforma Tributária, destacou que as novas regras buscam tornar o sistema tributário mais progressivo. “Estamos diminuindo o custo do imóvel popular e aumentando um pouco o custo de imóveis de alto padrão”, explicou Appy. Essa abordagem visa equilibrar a carga tributária, tornando-a mais justa e eficiente.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Mecanismos de Redução Tributária

A reforma introduzirá ajustes tanto na base de cálculo quanto na alíquota aplicável, com um desconto de 20%. Para calcular o tributo devido, as empresas deverão aplicar dois redutores ao preço de venda do imóvel: um redutor de ajuste e um redutor social. O redutor de ajuste visa simular o custo das empresas, descontando-o da base de cálculo para tributar apenas o valor agregado. Além disso, um redutor social de R$ 100 mil será aplicado especificamente à venda de imóveis residenciais novos, reduzindo ainda mais a carga tributária sobre estes.

Exemplos e Efeitos dos Redutores

Como exemplo, Appy detalhou o cálculo para um imóvel do Minha Casa, Minha Vida vendido por R$ 200 mil. Após aplicar os redutores, a base tributável pode ser significativamente reduzida, levando em muitos casos a um tributo zero ou permitindo que as empresas recuperem créditos fiscais dos insumos utilizados na construção. Esta medida deverá diminuir o preço final ao consumidor, incentivando a compra de imóveis populares.

Implicações para Imóveis de Alto Padrão

Nos imóveis de alto padrão, o impacto do redutor social será menor, resultando em uma tributação efetivamente maior. Isso está alinhado com a intenção do governo de tornar o sistema mais progressivo, garantindo que os imóveis mais caros contribuam proporcionalmente mais para a receita tributária.

Transparência e Previsão de Preços

A reforma também altera a metodologia de cálculo do imposto, que será aplicado sobre o preço puro do bem, ao contrário do sistema atual que incorpora o custo estimado com a tributação. Isso deve tornar o processo mais transparente e previsível para os consumidores.

A implementação dessas mudanças requer a criação do Cadastro Imobiliário Brasileiro (CIB), que ajudará a regularizar e padronizar os valores de referência dos imóveis no país. Este cadastro será crucial para aplicar corretamente os redutores e garantir a efetividade da nova política tributária.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares