Dreams
domingo, 14 julho 2024
spot_imgspot_img

Petrobras anuncia descoberta de petróleo na Bacia Potiguar

Novas reservas de petróleo são descobertas pela Petrobras em águas ultraprofundas da Bacia Potiguar, próximo à fronteira entre Ceará e Rio Grande do Norte.

Petrobras descobre nova acumulação de petróleo na Bacia Potiguar

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, 9, uma significativa descoberta de petróleo no poço Anhangá, situado em águas ultraprofundas da Bacia Potiguar, na Margem Equatorial brasileira. Este poço exploratório, localizado próximo à fronteira entre os estados do Ceará e do Rio Grande do Norte, a aproximadamente 190 km de Fortaleza e 250 km de Natal, confirma a presença de hidrocarbonetos em profundidade d’água de 2.196 metros.

Uma nova fronteira exploratória

Esta descoberta, a segunda na Bacia Potiguar em 2024, segue a comprovação de hidrocarboneto no Poço Pitu Oeste, situado a cerca de 24 km de Anhangá. A Petrobras, que opera ambas as concessões com 100% de participação, indica que estas descobertas demandarão avaliações complementares para entender melhor seu potencial.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Compromisso com a exploração responsável

As operações de exploração na Margem Equatorial reafirmam o compromisso da Petrobras com a busca por novas reservas, essenciais para atender à demanda global de energia em um cenário de transição energética. A companhia enfatiza seu histórico de excelência e segurança em perfurações em ambientes de águas profundas e ultraprofundas, sem impactos ao meio ambiente.

Ampliação do conhecimento geológico

A descoberta em Anhangá revelou reservatórios turbidíticos de idade Albiana com presença de petróleo, um achado inédito na Bacia Potiguar. A Petrobras planeja dar continuidade às atividades exploratórias para avaliar a qualidade dos reservatórios, as características do óleo e a viabilidade técnico-comercial da acumulação.

Investimentos na Margem Equatorial

Além da Margem Equatorial, a Petrobras expandiu sua atuação com a aquisição de blocos na Bacia de Pelotas e participações em blocos exploratórios em São Tomé e Príncipe, demonstrando a estratégia de diversificar e ampliar seu portfólio exploratório.

Contribuição para a segurança energética

A descoberta reforça a importância das novas reservas de óleo e gás para a segurança e soberania energética do Brasil. A Petrobras pretende investir US$ 7,5 bilhões em exploração até 2028, com foco especial na Margem Equatorial, onde está prevista a perfuração de 50 novos poços exploratórios.

Compromisso com a transição energética

A abertura desta nova fronteira exploratória é alinhada ao objetivo estratégico da Petrobras de maximizar o valor do portfólio, repor reservas de petróleo e gás, aumentar a oferta de gás natural e promover a descarbonização das operações, contribuindo para uma transição energética justa e sustentável.

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares