Dreams
domingo, 14 julho 2024
spot_imgspot_img

Festas juninas impulsionam vendas em mercados de Salvador

Os mercados de Salvador estão aquecidos com as vendas de produtos típicos das festas juninas, como milho e amendoim, apesar dos preços elevados. Confira o impacto e os horários de funcionamento.

Festas juninas aquecem vendas nos mercados de Salvador

Não existe São João sem milho e amendoim, itens essenciais da culinária junina. Com menos de uma semana para a data festiva, esses produtos dominam as feiras de Salvador.

Preços elevados dos produtos juninos

O que os foliões juninos não esperavam, no entanto, era o preço nas alturas desses produtos, em especial do amendoim. No caso do milho, é possível encontrar a unidade a R$ 1, ou uma sacolinha com sete espigas por R$ 10. Já o amendoim, este está saindo a R$ 400 o saco na Feira de São Joaquim.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Quem deixou para comprar de última hora, na expectativa de ver o preço cair, ficou surpreso. É o caso de Jair Gonçalves, que foi à feira na tarde desta quarta-feira (19) para garantir os produtos para o forró que vai curtir.

“Fiquei surpreso, né? Achei que ia diminuir um pouco por estar mais perto, e foi o contrário”, contou. “Agora ficou apertado de comprar, nunca tinha visto o amendoim tão caro assim”, disse.

Justificativa dos feirantes

Segundo os feirantes, o preço se justifica pelo excesso de chuvas, que diminuiu a oferta na safra. “Aí os fornecedores apertam o preço, e a gente precisa subir também para tirar o nosso trocado. Minha vontade era vender a R$ 100 o saco, mas não posso”, explicou o feirante Judá Morais.

Raquel Couto, que vende laranja, maracujá e jenipapo, viu as vendas caírem este ano. “O pessoal tem reclamado muito. Se chegam 10 clientes na banca, cinco compram e outros saem reclamando. Hoje já é dia 19 e não batemos a meta de vendas, nos outros anos no dia 15 já estava batido”, afirmou.

Feiras e mercados em Salvador

Salvador tem 20 feiras e 14 mercados municipais em atividade durante o ano. De acordo com a Coordenadoria de Feiras e Mercados da Secretaria Municipal de Ordem Pública (CFM/Semop), até o próximo dia 22 os espaços funcionarão até as 18h. No domingo (23), o funcionamento dos espaços será até as 13h. A exceção será aplicada no Mercado de Periperi e no Núcleo de Abastecimento, Comércio e Serviços (Nacs) Itapuã, que estarão abertos até as 19h na sexta-feira (21) e no sábado (22), e até as 18h no domingo (23). Já no dia 24 de junho, quando é celebrado o São João, o horário de funcionamento dos mercados será das 7h às 13h e as feiras, das 6h às 13h.

Impacto das festas juninas nas vendas

As festas juninas trazem um aumento significativo nas vendas dos mercados de Salvador, apesar dos desafios com os preços elevados dos produtos típicos. A tradição junina movimenta a economia local, envolvendo toda a comunidade na preparação e celebração dos festejos.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares