Dreams
sábado, 25 maio 2024
spot_imgspot_img

Emissão líquida do Tesouro Direto alcança R$ 657,6 milhões em março

Descubra como o Tesouro Direto se desempenhou em março, incluindo a emissão líquida e a preferência dos investidores por diferentes tipos de títulos.

Tesouro Direto registra emissão líquida de R$ 657,6 milhões em março

No mês de março, o Tesouro Direto registrou uma emissão líquida de R$ 657,6 milhões, resultado de vendas que alcançaram a cifra de R$ 3,53 bilhões. Este volume representou um aumento de 16,1% em comparação com janeiro, embora tenha sido 48,4% menor do que o recorde de março do ano anterior.

Preferência por títulos corrigidos pela Selic

A maior parte das vendas em março foi de títulos corrigidos pela Taxa Selic, representando 61,5% do total. Os títulos vinculados à inflação compuseram 25,4%, enquanto os prefixados, com juros definidos no momento da emissão, totalizaram 8,6%.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Inovações do tesouro direto

O Tesouro Direto também destacou as vendas dos títulos Tesouro Renda+ e Tesouro Educa+, que visam financiar aposentadorias e educação superior, respectivamente, somando 4,5% das vendas totais.

Alto volume de cadastro de novos investidores

Março também foi marcado pelo cadastro de 292,4 mil novos investidores, elevando o total para 28 milhões de participantes, um crescimento de 15,1% em 12 meses.

Dinâmica de investimentos

A análise de investimentos mostrou uma preferência por títulos de curto prazo, com 64,9% das vendas destinadas a papéis com vencimento de até cinco anos. O valor médio por operação foi de R$ 6.417,17.

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares