Dreams
domingo, 14 julho 2024
spot_imgspot_img

Casa dos Ventos investirá R$ 12 bilhões em energia renovável até 2026

Casa dos Ventos anuncia planos de expandir sua capacidade em energias renováveis, com um investimento de R$ 12 bilhões, reforçando seu papel na transição energética do Brasil.

Expansão significativa no setor de energias renováveis

A Casa dos Ventos, uma líder no setor de energias renováveis no Brasil, anunciou um ambicioso plano de investimento de R$ 12 bilhões até o final de 2026. A empresa, responsável por três parques eólicos operacionais e outros três em desenvolvimento, todos situados na região Nordeste, possui atualmente uma capacidade de 3,1 gigawatts (GW) em energia limpa.

Parceria estratégica com a Total Energies

Este novo ciclo de investimentos ganha força com o apoio da Total Energies, petroleira francesa que adquiriu um terço da Casa dos Ventos no início de 2023. Lucas Araripe, diretor-executivo da Casa dos Ventos, destacou que o aporte inclui a implementação de um novo projeto solar capaz de gerar 1 GW de energia e a finalização das usinas eólicas em construção.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Fontes de financiamento e apoio internacional

Entre R$ 3 bilhões e R$ 3,5 bilhões do total investido provirão de capital próprio, com o saldo financiado por meio de empréstimos de longo prazo junto ao BNDES, BNB e o mercado de capitais. A parceria com a Total Energies não apenas solidifica a estrutura financeira da Casa dos Ventos mas também abre portas para novos clientes, sinergias com fornecedores e avanços técnicos.

Compromisso com a transição energética

Além de pioneira no desenvolvimento de projetos de energia renovável, a Casa dos Ventos agora se posiciona como uma empresa integral, dedicada não apenas à geração de energia limpa mas também à descarbonização de indústrias de outros setores. Especial atenção é dada ao hidrogênio verde e à amônia verde, componentes essenciais em projetos de transição energética para motores de trens, navios e na produção de fertilizantes.

Expansão e diversificação

Visando diversificar seu portfólio, a empresa planeja a criação de parques híbridos que combinem energia eólica e solar, expandindo suas operações para as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. A meta é alcançar uma carteira total de 4,2 GW em projetos eólicos e solares até 2026.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares