Dreams
terça-feira, 23 julho 2024
spot_imgspot_img

Paulo Pimenta revela condições dos móveis encontrados no Palácio da Alvorada

Ministro da Secom, Paulo Pimenta, esclarece condição dos 261 móveis do Palácio da Alvorada, encontrados danificados e espalhados pelas dependências.

Condições dos móveis no Palácio da Alvorada reveladas por Paulo Pimenta

Paulo Pimenta, ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), nesta quinta-feira (21), forneceu novos detalhes sobre os 261 móveis do Palácio da Alvorada que foram inicialmente reportados como desaparecidos e posteriormente encontrados. Durante a transição de governo em 2022, surgiu a alegação de que os itens poderiam ter sido removidos por Jair Bolsonaro e Michelle Bolsonaro, levando a justificativas para a compra de nova mobília de luxo pelo governo federal.

Localização e estado dos móveis

A Folha de S.Paulo reportou que os móveis estavam espalhados pelas dependências do Palácio da Alvorada, contrariando as suspeitas iniciais. Três sindicâncias, concluídas ao longo de 10 meses, foram essenciais para identificar todos os itens listados.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Pimenta destacou que a confusão inicial na localização dos móveis deveu-se a um relatório do governo Bolsonaro, que os catalogou como desaparecidos.

“Muitos desses itens… estavam danificados, eram móveis muito estragados, espalhados por depósitos”, comentou o ministro.

Reclamações durante a transição

No período de transição, o presidente Lula e a primeira-dama, Janja da Silva, mencionaram as condições inadequadas do Alvorada, notando a ausência de vários bens. Além dos móveis, a falta de utensílios domésticos, livros e obras de arte também foi apontada.

Aquisições para os palácios presidenciais

Essa situação levou à compra de novos itens para os palácios, com gastos totais de R$ 26,8 milhões em 2023. Entre as aquisições, destacam-se um tapete de R$ 114 mil e um sofá de R$ 65 mil, selecionados por Janja, além de atualizações na Granja do Torto.

Respostas às acusações

Após a revelação sobre o estado e a localização dos móveis, Bolsonaro acusou Lula de falsa comunicação de furto, enquanto Pimenta respondeu criticando a gestão do ex-presidente e mencionando o caso das joias da Presidência. Michelle Bolsonaro defendeu-se alegando que a polêmica dos móveis serviu como uma “cortina de fumaça” para os novos gastos do governo Lula e Janja.

COMPARTILHE ESTE POST:

Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo
Gabriel Figueiredo, jornalista baiano, nascido em Feira de Santana, com mais de 15 anos de experiência, é referência em notícias locais e inovação do Minha Bahia.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares