Dreams
quinta-feira, 13 junho 2024
spot_imgspot_img

Erro grave da justiça: Mecânico é detido novamente após confusão com documentos roubados

Mecânico de Goiânia é preso por engano pela segunda vez devido a erro judicial envolvendo documentos roubados e usados por criminoso já falecido. Entenda o impacto desse erro recorrente.

Erro na Justiça: Mecânico detido por engano pela segunda vez em Goiânia

André Bernardo Rufino Pereira, um mecânico de Goiânia, foi detido novamente após um erro recorrente de identificação devido a documentos roubados. O incidente ocorreu enquanto ele trabalhava, sendo captado em vídeo na última quinta-feira.

Erro persistente na justiça

O erro origina-se de um mandado de prisão cumprido incorretamente em 2022, quando os documentos de André, que foram roubados em 2012, foram usados por um criminoso chamado Rômulo Sobral da Costa, que faleceu em 2016. A Justiça do Maranhão admitiu que houve duplicidade no registro de André no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), causando a detenção indevida.

Fique ligado! Participe do nosso canal do WhatsApp! Quero Participar

Detalhes do caso judicial

Após ser preso injustamente em 2022 por 16 dias, André enfrentou a mesma situação novamente, ficando detido por cerca de 7 horas até ser liberado mediante alvará de soltura. O vídeo da prisão mostra um claro desconforto e trauma, tanto para André quanto para seus colegas de trabalho e familiares.

COMPARTILHE ESTE POST:

Marina Carvalho
Marina Carvalho
Jornalista dinâmica especializada em multimídia e narrativa digital, com 10 anos de carreira. Liderou projetos de jornalismo móvel, trazendo inovação e interatividade para a cobertura de notícias.
MAIS NOTÍCIAS

Mais populares